• escoladefotografia

Fotografia do Séc. XIX Ambrotipia & Ferrotipia (Review)

No ano passado, mais precisamente em setembro, tivemos a honra de anunciar o lançamento da obra: Fotografia do Séc. XIX Ambrotipia & Ferrotipia.

A quem se destina este livro? PARA TODOS APAIXONADOS POR FOTOGRAFIA & SEUS PROCESSOS!

Fizemos um livro completo, com o processo de Colódio Úmido passo a passo, exceto a produção do Colódio do zero, por questões de segurança e possíveis implicações com o exército brasileiro ou outros “fotógrafos” que também praticam o processo - uma vez que recebemos críticas e até ameaças por e-mail, mensagens e outras vias de comunicação por conta de nos prontificarmos compartilhar esse conhecimento de 1851. Pois é, gostaríamos de compartilhar o processo por completo, mas esses impedimentos fizeram com que abortássemos a ideia, porém, disponibilizamos a Experiência Colódio Úmido, onde cada participante além de produzir seu próprio Colódio, aproveita horas de muita prática e, ainda leva como material um exemplar do livro.


Conversas a parte, publicamos meses atrás que o livro teve sua 1a impressão esgotada, sim, apesar de ser um título bastante específico, todos os exemplares foram vendidos, tanto na Boutique da Editora Diafragma 8, quanto na Livraria Martins Fontes. Anunciamos recentemente a pré-venda da 2a impressão, devido a demanda que recebemos de solicitações. Ficamos muito felizes em acompanhar a repercussão deste trabalho, que foi um prazer produzir e está sendo gratificante ver que as pessoas cada vez mais estão procurando os processos fotográficos históricos/alternativos.

Deixamos aqui então um Review sobre o que aprenderá adquirindo um exemplar da obra em questão!

Para começar, tivemos a honra de ter nosso prefácio produzido pelo amigo, pesquisador, fotógrafo e autor - Fabio Giorgi, quem já comentamos em diversas das nossas publicações.


Na introdução e primeiro capitulo intitulado História da Fotografia, voltamos o foco para os processos que surgiram na timeline da fotografia, de 1826 a 1888. Ou seja, da Heliografia à Película Fotográfica. A razão do resgate histórico? Pois bem, acho que a veia de pesquisadores acadêmicos pulsava forte e, acreditamos que seria importante o compartilhamento dessas informações, objetivas, a fim de situar o processo de Colódio na história dos processos e documentar a diferenciação dos processos de produção e reprodução de imagens.


Já no segundo capitulo, Químicos & Fórmulas, explanamos sobre as fórmulas mais comuns de salgamento do Colódio, além de como preparar (proporções e fórmulas químicas) todos os processos que a produção de um Ambrótipo ou Ferrótipo admite, ou seja, a solução sensibilizante do suporte (banho de prata), o revelador, o fixador e o verniz. Quanto ao Colódio, nossas explicações partem do Colódio 4%, ou como também conhecido Colódio USP. A partir da produção da nitrocelulose, posteriormente dissolvida em álcool e éter, apresentamos os tipos de salgamento, que emprega a adição de iodetos e brometos, além de mais éter e mais álcool - exceto na formulação Poe Boy, onde não adiciona-se éter na parte do salgamento / diluição a 2%.


No terceiro capítulo, Equipamentos, mostramos todos os equipamentos e acessórios para se produzir uma fotografia utilizando-se do processo com Colódio. Desde a Câmera, Objetivas, Laboratório, Baú de Transporte (caso sua intenção seja trabalhar em externas), o Suporte para secagem das placas, a Lâmparina a álcool, até uma sugestão de suporte para acondicionar a placa depois de pronta. É um capitulo que apresenta no decorrer das páginas, além de ilustrações lindas que demostram as ferramentas de trabalho, produzidas por nós, como muito provavelmente era-se utilizado no século XIX pelos fotógrafos que saiam em viagem em busca de paisagens cênicas!


No último, mas não menos importante, o capítulo Procedimentos, apresenta-se como um passo a passo completo para tomada de uma fotografia com Colódio Úmido. É um capítulo predominantemente técnico, onde aborda-se também quanto a exposição (Foco, Fotometria em EV e compensações) e sensibilidade do Colódio. Além disso tudo, este capítulo conta com um passo a passo totalmente ilustrado, que ensina desde a limpeza da placa (seja de vidro para produzir um Ambrótipo ou de metal para produzir um Ferrótipo), até o envernizamento da mesma.


Ficou curioso para ler a obra por completo? Então garanta já seu exemplar na pré-venda na nossa Boutique.

Como funciona a pré-venda? Você adquirindo seu exemplar de hoje ao dia 28/01/2019, o envio será realizado a partir do dia 29/01/2019, pois o prazo que recebemos da gráfica para entrega é do dia 25 a 28 deste mês! Não esqueça de nos informar se deseja receber seu exemplar assinado por nós, ou se for para presente, não esqueça de mencionar o nome de quem o receberá!


Para aguçar sua curiosidade pela obra Fotografia do Séc. XIX Ambrotipia & Ferrotipia, deixamos aqui o vídeo que produzimos do processo completo para tomada de um Ambrótipo!


Este processo é encantador, tomou nossa atenção nos últimos 3 anos e continua nos inspirando a produzir mais trabalhos através dele. Realizaremos este ano, uma exposição pelo Edital da Prefeitura “Apoio a Criação e Exposição Fotográfica 1a Edição”, onde através do tema “Poéticas de São Paulo: Construindo Novas Memórias Através de Velhos Saberes” (leia mais sobre), apresentaremos 20 fotografias em placa úmida de Colódio. Continuem acompanhando nosso blog e redes sociais para ficar a par desta exposição!



Por Renan Nakano

14/JAN/2019

Copyright © Diafragma 8 | O Retratista

Designed by Renan Nakano. All rights reserved.