• escoladefotografia

A PROFUNDIDADE DE CAMPO EM SENSORES FULL SIZE E CROPADOS

Sob mesmas condições (abertura de diafragma, distância focal da objetiva e distância do assunto em relação à objetiva) a profundidade de campo é igual em um sensor full size e um sensor cropado?

A resposta é, não, não é. Sob mesmas condições, a profundidade de campo é menor (maior desfoque) em um sensor full size quando comparada a um sensor cropado. A profundidade de campo envolve em seus cálculos uma variável chamada de DISTÂNCIA HIPERFOCAL, essa por sua vez utiliza em seus cálculos do tão falado e pouco explicado, CÍRCULO DE CONFUSÃO, que na verdade nada mais é do que o tamanho definido para o maior ponto que ainda assim se apresente nítido na imagem. O que acontece é que o tamanho do círculo de confusão, é convencionado, ou seja, definido. Em sensores cropados, o círculo de confusão é de aproximadamente 0,019mm e em sensore full size é de 0,03. Considerando isso, o sensor full size gera uma profundidade de campo menor (mais desfoque) do que um sensor cropado se respeitada as condições descritas no inicio do tópico. Outro fator que deve ser levado em consideração, é a distância focal da objetiva em questão. É sabido que, em função do menor tamanho físico de um sensor cropado, para um mesmo campo de visão que determinada objetiva utilizada em uma câmera com sensor full size apresenta, faz-se necessário o uso de uma objetiva de distância focal menor. Por exemplo, em uma câmera com sensor full size e uma objetiva de 50mm de distância focal, o ângulo de abrangência (campo de visão) é de aproximadamente 47 graus. Para uma câmera com sensor cropado e com fator de corte de 1,5, a distância focal da objetiva para esse mesmo ângulo de abrangência de 47 graus é de aproximadamente 35mm. Isso por si só, já irá produzir uma profundidade de campo maior (menor desfoque), pois todos sabemos que distâncias focais menores geram profundidade de campo maior. Aliado a isso, têm-se ainda o tamanho do círculo de confusão, que por ser menor em um sensor cropado, aumenta ainda mais a profundidade de campo, ou seja, uma maior zona de nitidez (menor desfoque). Isso tudo parece muito confuso num primeiro momento, mas não se assustem, pois na verdade é bem fácil e não passa de alguns cálculos matemáticos. Há diversas calculadoras de profundidade de campo disponíveis na internet. Nelas, basta você inserir os dados e terá os resultados. Porém, para aqueles que desejarem aprofundar mais nesse estudo, abaixo estão as fórmulas para cálculo da distância hiperfocal e da profundidade de campo.

Primeiramente calcula-se a distância hiperfocal:

H= df² / (f x cc)

Onde:

H= distância hiperfocal em milímetros df = distância focal da objetiva (em sensore cropados utilizar a df equivalente)* f = abertura de diafragma escolhida cc = círculo de confusão

Após isso calcula-se a profundidade de campo através das fórmulas:

pp= (H x d) / (H + d) e pd= (H x d) / (H - d)

Onde:

pp = ponto mais próximo da profundidade de campo pd = ponto mais distante da profundidade de campo d = distância do assunto em relação à objetiva em milímetros H = distância hiperfocal em milímetros

Considere os seguintes valores para um exercício:

df= 50mm com câmera com sensor full size df= 35mm com câmera com sensor cropado d = 5m = 5000mm f = 8 cc = 0,03 para sensor full size cc = 0,019 para sensor cropado

O resultado deve ser muito próximo à figura que ilustra esse tópico.

*Para saber a distância focal equivalente, divida a distância focal da objetiva utilizada na câmera com sensor full size pelo fator de corte do sensor cropado. Por exemplo, o fator de corte da Nikon é de 1.5, logo, uma 50mm numa câmera com sensor full size, corresponde a uma 35mm (aproximadamente) numa câmera Nikon com sensor cropado.

by Alex Gimenes

07/01/19


#fotografia #profundidadedecampo #DOF #distanciahiperfocal #COC #circulodeconfusao #oretratista #diafragma8 #escoladefotografia #sensorcropado #sensorfullsize

6 visualizações

Copyright © Diafragma 8 | O Retratista

Designed by Renan Nakano. All rights reserved.